sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Como Lidar com Nossos Sofrimentos Biblicamente

No tempo em que o evangelho é pregado em função da satisfação do indivíduo, pelas suas benécias, vejamos qual é a perspectiva biblica acerca do assunto:
Certamente sofreremos, glória a Deus! E quando esta vida de sofrimento chegar ao fim, ainda resta o último inimigo. A morte.
O que um coração sábio faz quando ele descobre que a morte é certa, a vida é curta e o sofrimento é inevitável e necessário? A resposta está no Salmo 90. É uma oração ao Senhor: “Tem compaixão dos Teus servos. Sacia-nos de manhã com tua benignidade, para que cantemos de júbilo e nos alegremos todos os nossos dias...”
Por que insistem? Porque os conselheiros permitem que as pessoas fiquem onde estão – buscando satisfação na família, no emprego, no lazer, nas brincadeiras, no sexo, no dinheiro, na comida, no poder e na auto-estima – então quando o sofrimento e a morte os roubarem disso tudo, elas ficarão amargas, iradas e deprimidas. E o valor, a beleza, a bondade, o poder, a sabedoria, e a glória de Deus desaparecerão em uma nuvem de murmuração, queixa e maldição. ¹

a) Não é possível lidar com os sofrimentos olhando para o tempo presente.
Uma perspectiva correta da eternidade nos trará alívio para o sofrimento. O apóstolo Paulo entendeu isso e escreveu o seguinte na carta aos Romanos 8.18 – “Considero que os nossos sofrimentos atuais não podem ser comparados com a glória que em nós será revelada”.
b) A revelação diz que os sofrimentos são inevitáveis e aperfeiçoam os santos.
Nós temos uma cadeia bem lógica em Tiago1. 2-4
“Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.”
Provação → Perseverança → Perfeição
c) A revelação nos ensina que o sofrimento nos equipa e nos prepara para consolar os outros de modo mais aperfeiçoado. (Sl 62.10,11).

O que as Escrituras nos ensinam realmente é a ter prazer no Senhor, mesmo quando sofremos. Que desafio, mas que privilégio. Somos, como crentes, os únicos que temos satisfação, mesmo quando sofremos!

3 comentários:

Bruno disse...

ae Rafa, trabalho de Meb em prática hein... eh isso aí...abraço

Anônimo disse...

quanta bobagem. É pra se lidar com sofrimento dando glórias ao ser que te detona?

pff...

cada uma...

Anônimo disse...

pff mesmo.vc não consegue enxergar da maneira correta. ninguém sofre por culpa de Deus. Sofremos por culpa do pecado, e por culpa de quem trouxe o pecado ao mundo, e esse alguém não é Deus.e Deus não detona ninguém, as pessoas que se detonam no seu próprio orgulho,não reconhecendo a soberania de Deus e com as suas escolhas.Se vc ao menos deixar Deus agir na sua vida, vai ver como está totalmente enganada.